quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Esposa fode com o macho negro enquanto o corno punheta tomando uma cerveja.

16 comentários:

  1. Respostas
    1. ADORO ver minha esposa com um negão , a primeira vez que concordamos em ter um amante negro , foi aqui na Bahia , moramos no bairro Barra , e perto da praia , um dia ao chegarmos na praia minha esposa olhou um negão e me disse esse eu gostaria de dá meu RABO , e o cara era um vendedor ambulante , e logo eu o chamei para comprar algo , dali começamos a conversar e disse minha amiga gostou de você , ele sorriu e disse ela é um mulherão , ela estava dentro da aguá do mar , então disse quer um aventura com ela , o cara logo aceitou ,sem saber que era minha esposa , quando ela chegou me olhou e notou que eu já tinha conversado com ele , eu então o chemei para sair e disse que lhes daria um dinheiro para não ficar no prejuizo da venda de seus produtos , ele aceitou , então fui a um bar e bebemos , ao sair , lavei ele para um motel , e lá ao ver ele beijar minha esposa , fiquei com muito TESÃO , e contei que ela era minha esposa , ele sorriu e entendeu que seria um COMEDOR , ele DEVOROU MINHA ESPOSA , a PENETROU COM FIRMEZA , ela era uma PUTA COMPLETA , estava LOUCA , totalmente entregue ao seu MACHO , foi muito bom ver ,assistir .(EU ADORO VER ELA EM AÇÃO)

      Excluir
  2. Comigo, tive uma facilidade incrível. Arranjei um fodedor negro para minha esposa, ótimo comedor, do outro lado do corredor sem levantar suspeitas e contarei com foi.
    Moro há 25 anos no mesmo prédio, desde que me casei com 'Mara', no décimo segundo andar. Minha esposa está com 52 anos de idade e eu, 'Júlio', 57 anos. Mara, apesar da idade, não se enganem, é um avião de tão gostosa que é. Tentarei achar algo na internet parecida com ela.

    http://1.bp.blogspot.com/_UqL4zUwmVmQ/TO44OOx43BI/AAAAAAAABEU/KtAFntxg-Z4/s320/ZmVJ5FuLw2.jpg

    Aí está. Demorei mas achei uma bela rabuda. É isso mesmo, com 1,70 m, Mara tem uns seios grandes( não caídos!), cintura fina, e rabão sustentado por coxas grossas. Alguns acham ela gorda mas não é. É 'curvy'. Curvilínea. Boazuda dos anos 1960, 1970 em pleno 2014. Temos um filho morando no exterior. Após terem uma ideia de Mara, direi o que anda acontecendo comigo. Estou meio broxa. Sim. Meio. As vezes, fico de pau duraço mas quando vou pegar a Mara, 'ele' amolece. Digo a verdade, não sou muito de sexo anal. E Mara é, como eu posso dizer, muito assediada. Usa jeans apertados, saias, vestidos, tudo que possa mostrar o tamanho de sua bunda. E ainda usa sandálias, tamancos, sapatos saltos altos. E isso só piorava com a idade. E eu, com esse' probleminha'.
    Aí, surgiu o Macedo.

    ResponderExcluir
  3. Macedo é o morador do final do corredor. Meu prédio tem 4 apartamentos por andar. Macedo chegou com espoa há 8 anos. É um aposentado por uma estatal e tem 58 anos. Coroa como eu. Sempre foi discreto. Encontrei-o várias vezes na praia quando saía para encontrar os amigos na rede de volei. Eu não jogo. Só bebo. Meu apelido e técnico porque só dou palpite. Converso sempre com o macedo mas ele é meio 'paradão'. E, confesso aqui. Me assustei com o tamanho do membro dele. É vantajado. Coisa grande. Ia com a esposa à praia, sempre. Uma senhora morena, bonita( bunduda...) de idade parecida com a da Mara, acho. Bem, ela morreu há 1 ano e meio. Infarto. Fomos ao enterro. Viúvo, Macedo se tornou mais recluso. Com é ultra discreto, sumiu. Encontrei-o, uns 2 meses atrás, num bar. Sozinho. Aproximei-me dele e sentei-me após consentir minha aproximação. Conversamos, está triste. Amava a esposa. Disse que a vida é uma só. Apesar da perda, precisa encontrar forças para superar a grande perda. Bebemos. Muito. Vinho. Logo, estávamos conversando sobre mulheres. Ele estava ' numa secura dos diabos' ! 'Não pego uma mulher faz mais de ano ! Punheta, uma só, mas não tenho mais idade para isso...',' ...ué, você já é broxa, macedo ?',' Que isso, meu amigo... Meu caralho fica duro feito aço ! Empinado, pulsa, para cima e para baixo. E tem leite à beça ! Me cuido, Júlio. De manhã, corro 5 quilômetros, 6 vezes por semana. Me alimento bem. Sou uma máquina', disse, pouco discreto. Aposentado, com grana, disse à ele que poderia achar uma paquera. ' Cara, sempre fui fiel. Tenho que ir com calma mas você está certíssimo. Vou pensar'.
    Quando cheguei em casa, a primeira que vi quando entrei no quarto foi Mara, de bruços, rabão para cima, dormindo com o lençol jogado para o lado. Fazia muito calor. Aquele imenso rabo, lindo. Só de calcinha preta. Pensei no Macedo. O pau ficou tão duro, mas tão duro, que bati uma punheta pensando nele e Mara, ele metendo nela, com imensa vontade de um negão sem comer uma mulher por mais de 1 ano... Gozei na minha mão esquerda, fazendo conchinha.

    http://4.bp.blogspot.com/-ppoan5cEMd4/UDPg_JKjtMI/AAAAAAAAAMM/7JW-bUvuUbc/s1600/430.jpg

    ResponderExcluir
  4. Comecei a traçar um plano e ele passava, obviamente, por Mara. Como fazer com que ela aceitasse o Macedo ?
    Já, o Macedo, seria mais fácil. Armaria tudo para o dia 31 de Dezembro. Isso mesmo, o réveillon. Convidaria o Macedo, só isso. Com faltavam ainda menos de dois meses para a festa de final de ano, aproximei-me mais do Macedo para que não, isso mesmo, não desperdiçasse um esperma sequer numa dona qualquer. Numa prostituta qualquer. Foi fácil. Estava quieto, ainda. Já, a Mara, passei a coloca-la defrente aos negros mais caralhudos da internet. Filmes pornos, sempre, interraciais. Mara adora sacanagem mas de burra não tem nada. Assistia aos filmes, todos de sexo anal. Sejam alugados, sejam na web. Fotos e mais fotos víamos e ela com imenso prazer. Comia ela, na boceta, e usava um consolo que comprei, de 20 cms, preto. Botava o consolo na bunda dela e ela ia ao delírio porque ele 'pulsava' ! Coisas da nossa tecnologia. Após uma trepada, 2 da manhã de um domingo, minha esposa veio com um papo, no mínimo, interessante.
    ' Júlio... O marido da Carlinha, fazia a mesma coisa com ela....','... Mara, não entendi. Fazia o quê ?',' O Marcelo, uns anos atrás, começou com as mesma coisas que você, hoje, está fazendo comigo',' o quê, amor, por favor, fala logo, tô com sono...',' A Carlinha tem um baita rabo, como eu, lembra?',' ôh, se lembro...','... bom, o Marcelo nutria uma vontade, desde antes de casar com ela, de vê-la com outro ma...outro homem',' É, mesmo ? Conta que essa eu não sabia.O Marcelo ? Vive dizendo que come todas ! E é comedor, mesmo ! Cornedor ? Rárárá ! Aliás, quem te contou, hein ?',' A própria Carlinha, Júlio ! Quem poderia me contar isso ? Ela é minha amiga desde os 15 anos ! Caramba... Bom. O Marcelo fez a mesma coisa que você está fazendo comigo. Apresentou a Carlinha aos filmes de sacanagem. Bem, oi bem isso até por que ela, como eu, já tínhamos visto muitos filmes de sacanagem. Filmes de sacanagem com homens negros, negões. Isso foi de repente. No caso do Marcelo, ele chegou a procurar por semanas a fio um sítio, uma casa, para alugar, onde um caseiro fosse negro ! E, disse ela, que procurou o mais safado, o mais caralhudo ! Bom, você imagina, né, querido. Não foi tarefa fácil mas ele encontrou ! Lá pelas bandas de Lumiar ! Ela disse que o caseiro é um sujeito malandro...',' ...é ?','...sim,é ! Deixa eu contar. O caseiro é um sujeito malandro que a casa dele, uma meia água, é cheia de poster de mulher de bunda de fora. O cara é evangélico, olha só, e não frequentava puteiro. Bebia cachaça escondida fora da casa dele. Estava uns meses sem trepar já que a namorada, da igreja, largara ele pelo motivo do gosto sexual dele. O Marcelo adorou ! Carlinha, com aquela bunda linda, malhada em academia, viajava todos os finais de semana para lá.Um dia, quer dizer, uma noite, uma madrugada, a coisa aconteceu...',' Mara, conta,pô!',' você quer saber ?',' Ora, tô curioso, conta !',' Bom, você sabe bem que a Carlinha é fogosa demais,não?',' é... mas nunca meteu os chifres no Marcelo',' É verdade, mas dessa ela não tinha como escapar. Ao contra´rio de você, o Marcelo adora uma bunda. Comia com vontade o rabo da Carlinha e ela adorava ! parou de comer desde que começou a mostrar os vídeos ! A mesmo tempo, mandava ela se queimar na piscina da casa que alugou. Numa das vezes, o caseiro estava de olhos esbugalhados, olhando pro rabo dela, com o imenso pau negro na mão. Batendo uma punheta forte. Antes de ver a cena, de sacanagem, o Marcelo tinha baixado o biquíni dela até o meio da bunda na piscina e pediu para que ela esperasse. Tinha saído para pegar a máquina fotográfica ' !

    http://1.bp.blogspot.com/-nLvoDvj7_rA/UiIbl9Pe9uI/AAAAAAAAEPM/qnhu-w6t9hk/s1600/27-722633.jpg

    ResponderExcluir
  5. ' Na realidade, de algum modo, foi chamar o caseiro. " Era feio, enorme, Mara ! Uma imensa cobra no meio das pernas no sujeito ! Mas não dava para tirar os olhos dele, amiga "!, disse ela para mim, Júlio',' E ela não se indignou com o cara lá, batendo punheta, olhando pro rabo dela ?',' Indignou-se, sim, mas, Júlio, por favor. Era algo que nunca ela tinha visto. Diz ela que tinha mais de 30 centímetros, era torto e duro feio aço. E o negro, o caseiro tinha um corpo de atleta mesmo com 42 anos. Parece que é zagueiro num time de várzea... Bom, o cara batia punheta rindo, e chamando ela comas mãos ! Quando o Marcelo voltou, ela contou o episódio. Tadinha... tolinha ! O Marcelo tentou acalma-la. Disse a ela que iria conversar com o cara. Carlinha ficou meio que na dúvida. Foram almoçar num restaurante próximo. Marcelo bebeu muito. Pinga. Aliás, Carlinha também. Começou a chover forte, chuva de verão, e pegaram o carro porque o sítio, a casa da propriedade, ficava no alto de um pequeno morro de terra batida. A casa do caseiro ficava logo após a entrada. Quando chegaram, disse, sempre, a Carlinha, que o carro patinava e não subia. Um Toyota Hilux ! Aí tem, né ? O caseiro esperava na casa dele. O Marcelo e a Carla foram para lá. Chuva forte do lado d fora e calor dentro da casa. O caseiro de olhos bem safados para ela. O Marcelo, quieto, meio excitado. Carlinha disse que o marido teve o desplante de perguntar ao cara se ' era verdade que ele estava batendo punheta vendo a mulher na piscina'. O negão de voz grossa, disse: ' doutor, desculpe. É verdade. Tua mulher tem uma bunda maravilhosa e eu não me aguentei...'. Sabe o que o Marcelo disse depois pro cara ? Se era verdade, também, sobre o tamanho do pau dele ! ' Pode mostrar, cara, quero ver '! A Carlinha, coitada, estava nervosa, com medo, excitada, tudo ! O caseiro, que usava uma calça de moletom, baixou-a, e o troço pulou para fora ' !

    http://2.bp.blogspot.com/-C1CrHSidYmc/Uu7jOSq9HII/AAAAAAAABlo/nWECYkJ1eRA/s1600/tumblr_n0b2t2eymo1rqj7edo1_500.jpg

    ResponderExcluir
  6. ' Mas Mara. Ela poderia se levantar e ir embora...',' Júlio,meu filho... somos mulheres, fêmeas ! Vocês sonham com bundas grandes ? Bem, você não é muito chegado, né ? Mas a maioria esmagadora dos machos sonha com um belo rabo carnudo com cuzinho apertadinho. Uma boceta gostosa, apertadinha... Nós, sonhamos com caralhos ! Grandes e grossos. Nos contentamos com boas trepadas, com caralhos de tamanho normal, porém, de frente para um pau gigantesco, coisa nunca vista antes, desculpe-me, Júlio, só precisamos ser encorajadas e foi isso que o Marcelo estava fazendo até antes do caseiro do caralho comprido e grosso aparecer ! Aliás, o que o senhor está fazendo também só faltando aparecer o macho negro a piroca grande !',' Mara, então ? O que ela fez ?',' O Marcelo, perguntou a ela se não queria, pelo menos, segura-lo nas mãos... A Carlinha, disse ela para mim, que não mas o Marcelo mandou o caseiro chegar mais próximo com ela sentada num sofá velho de couro, rasgado, com ele, Marcelo, abraçando-a como se impedindo dela se levantar. O caseiro se aproximou e ficou frente a frente com ela. Bom, o caralho já empinado, de frente para o rosto dela. Ela me contou que não dava para resistir, Júlio. Era um milagre da natureza....','...como assim ?',' Um cara de mais de quarenta anos, na época, com o tripé balançando mas já meia bomba, chegando de frente para ela com o membro endurecendo e ficando em riste ! Caramba, Júlio ! Diz ela que era surreal a situação ! Aquilo, que já era grande, foi aumentando, engrossando, a cabeça ficando mais redonda e dura. Quase 30 centímetros !',' Ela sabia do tamanho ?',' Deixa eu contar. Aquilo ficou pulsando, para cima e para baixo, na cara dela. Não resistiu, não só ao pedido do marido como a natureza... O Marcelo deixou ela alisar, segurar, medir com as próprias mãos o cacetão negro do caseiro. E, pior, era ver o cara sorrindo, com cara de safado. Aquela cara de comedor que quer te rasgar toda. Estava bêbada, coitada. O marido, notando o interesse da esposa, entregou-a uma fita métrica que sacou do bolso e mandou que ela medisse. Ela pegou a fita e mediu','quanto ?',' 31 por 17 centímetros de circunferência'', Ual ! Enorme, Mara !',' Um monstro, um priapo negro. A chuva caía forte com trovoadas e relâmpagos. De repente, a luz faltou. Quando voltou, segundos depois, o negro segurava a nuca dela com a mão negra e ela já estava de boca bem aberta, tentava abocanhar, com dificuldade, a glande vermelha do negão. E ó que ela tem uma bocona ! Marcelo incentivou e ela foi em frente ' !

    ResponderExcluir
  7. Aí ela saiu louca mamando, mordendo, chupando. Tronco, cabeça... saco ? Não... mas são enormes, diz ela. Adora passar a lingua delineando as veias do tronco e meter a ponta da língua na rachadura do palhaço... com ela diz.... Foi quando o cara veio transendo ela para fora do sofá botando ela ajoelhada no chão de cimento frio. O Marcelo, corno prestativo, colocou umas duas almofadas velhas para que ela não machucasse os joelhinhos... ' Ela dava aquelas olhadas de puta safada pro macho fodedor, sabe ? De cima pra baixo ? O negão fez com o queixo um gesto, apontando o que realmente queria, dali uns instantes, o olhar paradão, assassino, sorriso mau... E, logo, a Carlinha sentiu as mãos do Marcelo levantando a saia apertada, justa, que usava.

    http://1.bp.blogspot.com/-01fpX1rdKcE/T790CCbpW7I/AAAAAAAAFLI/N_ktskv_pDA/s1600/coroa_es_rabuda.jpg

    Pôs a calcinha de puta que usava pro lado e saiu lambendo o cú dela, após abrir bem as bandas daquele imenso rabo de morena que ela tem, né ? Ou seja, o Marcelo já prepara o cú dela pro monstro. E o dono do monstro já avisava, com gestos, o que queria. Ela mesmo, depois de minutos, pediu.
    'Me enraba '!'

    ResponderExcluir
  8. ' Fazendo ela parar de mamar, o caseiro foi pro lado do marido e mandou ele enfiar a língua no cuzinho dela, era palavriado chulo mesmo, Júlio',' Como ? Conta !',' Ah, a Carlinha me contou mas não sei dizer, era com muita enfase... Era como se fosse um professor de sacanagem. Engraçado, vindo de gente simples, mas ele, não se esqueça, teve formação religiosa. Os pais deste cara religiosos até último fiapo de cabelo e o cara cresceu lendo tudo que era bem religioso, inclusive, O Livro. Sim, sabe falar em público mas, garotão, começou as sacanagens com as meninas, depois, com as 'irmãs', casadas ou não. precisou mudar de cidade e acabou por lá, Lumiar.Bem, a Carlinha disse que ele foi falar com o Marcelo e foi duro com ele. Chamou-o de chifrudo e mandou enfiar a língua n cú dela e ela sentiu a língua entrando. Urgh ! Porcaria... Depois, o negão foi até a cozinha, que era um vão sem porta, com aquelas cortinas de ripe, lembra?, e gritou de lá: '' Vai de azeite toureiro ou manteiga ? '', da sala, o corno do Marcelo gritou: ' manteiga''. ' 'Não tô perguntando para você e sim para a dama... Tem vaselina sólida aqui, também...''. Pouco depois, de pau meia bomba, trouxe uma lata de azeite, um pote de um 500 gramas de manteiga e um pote de vaselina sólida de 500 gramas também. Meu Deus...Ela escolheu sabe o quê ?',' Bom, ela é das antigas... Vaselina !',' Ela é das antigas mas não é louca... Ia enfrentar uma cobra no rabo e tinha que deslizar com eficiência... azeite',' Safada... você. escolheria o quê ?',' Eu ? Manteiga... mas duvido que o caseiro teria sem sal...',' Último tango, né ?',' Claro... Aí, ele despejou azeito na bunda dela, pelo rego da bunda, caindo na língua do Marcelo. mandou ele enfiar dois dedos e massagear, enquanto dava o pau para a Carlinha punhetar. Quando a coisa ficou boa, o cú dela mais abertinho, foram pro quarto das bundas. O quarto cheio de posteres de mulheres mostrando o fiofó. Ele a conduziu sorrindo...'

    http://static.videosafiliados.com.br/splash/pornhub/1028347/2.jpeg

    '... é marca registrada dele. E ela diz ter um belo sorriso. Botou na cama, de quatro e de frente para um armário espelhado que ele mesmo fez e..., com a fome que estava, apontou o caralho já todo besuntado de azeite, pingando até, e ficou sério, olhando pro rabo dela. O Marcelo não piscava. Incrível quando o homem quer ser corno mesmo, não ? A bunda da Carla é que nem a minha, gorda, bonita mas enorme, graaande. O Negão resolveu achar cuzinho com a cobra zarolha. Ela sentiu o toque da glande, quente, nas duas bandas da bunda e viu que elas foram se abrindo, pressionadas por algo bem grande. Empinou-se um pouco e, quando chegou lá, tocou levemente no cú. O bico, a ponta da glande. Uma bela aterrissagem, não ? O cara é experiente...', ' Mas, também, com um pinto enorme, é bem mais fácil achar o cu num rabo grande, me perdoe, mara...',' Bem, isso é o que você sabem... O cara foi mestre mesmo faminto. Forçou devagar até a cabeçorra desaparecer dentro do cú. Aí, esperou.Ela, se sentiu invadida or algo bem grande mas não sentiu tanta dor assim. Arrombou mas a excitação, o clima do lugar, aquelas mulheres com seus rabos nas paredes do quarto velho, paredes verdes,as luzes frias de 40 watts, só duas, uma na sala e outra no quarto que, aliás, disse ela, era colados um no outro, sala e quarto. Naquela meia-água, só existiam uma porta pro banheiro, a de entrada na casa e outra, no final da cozinha. O marido, o negão atrás dela, que ela via pelo espelho, com as mãos negras na bunda morena carnuda. A força da pegada. A pegada, Júlio. O cara sério, comprometido no que estava fazendo... o efeito da bebida, a chuva forte lá fora com trovões... A dor diminuía com tudo aquilo'.

    ResponderExcluir
  9. 'Após ela se acostumar com o novo e imenso intruso, o negão agarrou bem a cintura dela e enfiou mais um centímetros. " Vai, amigão, bota mais azeite no trono prá mim...'', pediu ele pro Marcelo ! E ele foi até lá, onde o pau encontrava o cú da Carla, e despejou azeite até quase a raiz do tronco do negão . E estava com os 20 centímetros dele duro ! O Marcelo é bem dotado... Não é como você, só com 14 centímetros. Aí ela sentiu dor. Pediu ara parar mas não tirar. Sentia o caralhão pulsando dentro dela. aquilo deixou ela louca de tesão ! Puro tesão com dor ! As veias roçando. Ela foi lá com a mão e metade já tinha ido prá dentro, ou seja, teu pau inteiro, Júlio ! Mas bem mais grosso. Bom, encurtando. Logo, estava gemendo, gritando feito uma vadia, com o negão socando cadenciadamente, com ótima pegada, aquela bunda maravilhosa da Carla. Bunda malhada, bunda queimada nas praias. O negão não quis saber de conversa e arrombou mesmo. Com a chuva torrencial, a casa estava toda fechada e calor fazia dentro. Todos suavam. Ela tomou um banho de suor do negão e, acredite, aquilo fez ela gozar pela primeira vez com um pau no cú. Ele parecia um touro sobre ela, segurando pela testa e falando muita sacanagem próximo as orelhas dela. Pedia para levar uns tapas, levou vários. A bunda ficou vermelha. O marcelo esporrou primeiro ! nas costas delas ! O negão chamou-o de frouxo e continuou por mais uns minutos até esporrar, tirando mais da metade do pinto para do cú dela. para ela sentir o leite quente dentro do túnel que ele construiu... E como ela ficou encharcada ! O cara pulsou várias vezes e ela sentiu os jatos de porra ! Bom, Júlio. Terminada a putaria. O Marcelo caiu no sono. Acordou na terceira trepada deles, com o negão fodendo a boceta da Carlinha, num papai mamãe de beijo de língua. perdeu ela cavalgando o caseiro. A verdade é que o caseiro é agora amante dela. E já faz tempo, viu ? Ela já expulsou vagabundas tão é o amor dela por ele. O corno do Marcelo só pede para ver mas continua comedor com outras, né ?',' É...',' Mas é corno de um negão. Sabe quando nós fomos convidados a ir na casa deles, esta, do caseiro negão do caralho imenso, porque ele, Marcelo, acabou comprado a casa, sabe porque foi adiado e nunca mais os convidaram ?',' lembro, mais isso tem uns 5 anos...',' Pois bem. Ela estava com ciúmes de mim. Mas, agora, passados dos 50 anos, ela quer dar um presente pro Josimar',' O nome dele é Josimar ?',' É. Um rabo novo para ele. Aliás, tudo, né ? Bunda, boceta, boca. E perguntou se nós não gostaríamos de ir lá, passar o carnaval',' Mara, aí é que entra uma coisa que tenho que te contar. E é para o Reveillon',' Qual é a nova, Júlio. Olha que sou sua mulher mas sou fêmea e posso aceitar...'.

    http://caiunanet.ws/wp-content/uploads/2014/10/amadora-rabuda-gostosa.jpg

    ResponderExcluir
  10. Era hora de abrir o jogo. ' Mara, voce é inteligente e digo que realmente quero que você dê para outro macho. Realmente, nosso casamento é ótimo mas nossas trepadas, até por culpa minha, não são lá uma brastemp. Como o Marcelo com a Carlinha, ele achei um jeito e preciso da sua aprovação. Aliás, estou sendo mais educado do que ele e, talvez, até errado. O que você me contou, eu estou de pau duro até agora ! Sem combinarmos, encontramos o mesmo denominador comum, melhor, o macho comedor comum. Um homem negro e caralhudo. Acho que são coisas que colocaram nas nossas cabeças pois é uma tara masculina e, pelo visto, feminina também. O meu, quer dizer, o seu macho negro e caralho comprido e de grosso calibre será o Macedo, se você, obviamente, quiser',' Júlio, o nosso vizinho, o viúvo ? Ele é um gentleman ! Muito educado...E ele está velho !',' Pô, Mara, o homem tem uma pica gigantesca ! E velho estou eu, meu amor. Ele tem 58 anos mas se trata pacas. Eu confirmo porque já vi',' e como seria ?',' Chamarei ele para ver o ano novo conosco. Os fogos. Dali é certo alguma coisa acontecer','É, bom, vamos ver...',' Mara, e, pense, se a Carlinha quer dar o...',' Josimar...',' sim, o caseiro Josimar, você pode dar o macedo para ela. Putaria, minha deliciosa...',' Mas, o Marcelo, diz ela, participa. Duplas penetrações e...',' ... e ela terá triplas penetrações e você também ! Até gangbang...',' Putaria das boas...Estamos todos cinquentões...',' É mesmo...'
    No dia 10 de Dezembro, falei com o Macedo e ele topou. Os dias foram passando e no dia 31, às sete horas, lá estava o macedo todo de branco. E a Mara exagerou...

    http://thumb1.cdn1a.image.pornhub.phncdn.com/videos/201310/07/18274361/320x240/7.jpg

    ResponderExcluir
  11. http://www.daddywood.net/pics/pics1210/pics6/dbk1267.jpg

    http://imagearn.com//image.php?id=19747180

    Seria o encontro dele com ela.

    ResponderExcluir
  12. E a coisa começou a acontecer quando o Macedo chegou. 7 da noite. Ficou surpreso de como Mara estava vestida. Seu semblante não resistiu e mudou de alegre a surpreso.Trazia uma champanhe e colocamos junto com as outras. Trouxemos a mais gelada para bebermos e brindarmos juntos, a que tinha ficado uns minutos no freezer. Comemos canapés que a própria Mara fez. É ótima 'quituteira'. Mas aquela bunda, desfilando de um lado para o outro, deixou 'nervoso'. Dava para notar. Com o tempo passando, a conversa fluiu bem. É ótimo papo, muito educado e culto. Foi mara que, já bem embriagada, começou a esquentar o papo. pensei que a coisa fosse 'melar' ali mesmo mas o Macedo, sei lá, mais alcoolizado, entrou na onda da Mara. Eu deixei rolar. Ela começou pelo mais duro, relembrar a esposa até entrar no papo que precisava começar a olhar para frente sem esquecer o grande amor da vida dele. 'Tantas mulheres dando em cima de um homem gostosão como você...', disse. ' Uns 6 meses atrás, saí com uma dona. Casada é. É comissária de bordo. 48 anos. Linda', disse o Macedo. Ué, ele tinha dito para mim que desde que a mulher morreu, não tinha saído com mais ninguém ! Ou era mentira, ou fazia parte de algum plano para pegar a Mara.' Ah, conta, vai...','...seu marido não irá gostar. Nem contei para ele nas nossas conversas','Por mim, tudo bem, Macedo. Aqui todos são cinquentões e não garotos de 20 anos. Aliás, essa eu quero ouvir',' Conta, Macedo. Vamos esquentar mais o ambiente !',' Pô ! A história é muito quente. Picante, mesmo. Daquelas que, ou vocês ficaram fascinados e excitados, ou me mandarão para fora daqui ',' Se for picante e verossímil, faço uma dança erótica com você em pé, ao meu lado, topa ?',' Eu, Mara ? Quem tem que topar é o Júlio !',' Eu topo. Mara anda me dando uma canseira que até preciso de ajuda...'.

    ResponderExcluir
  13. O Macedo parou. Olhou para nós dois. Sabia que algo havia naquele convite para passar o reveillon.
    ' Bom. Tudo começou com uma viagem à Belo Horizonte, minha cidade natal. Pegaria o avião cedo, no Santos Dumont, só que estava um nevoeiro daqueles e eu fui perguntar o que se passava. Ninguém dava explicação mais consistente. Quando saiu uma aeromoça por uma porta exclusiva, um portão deles, tripulação, fui até ela, era a Gorete. Ela abriu um sorrisão para mim ! Sei lá... A verdade é que tem um monte de mulher querendo bater um papo com um negro bem vestido, alto. E educado. Ou não. Bom. Ela foi andando e eu fui junto. que coxas ! Que bunda ! Andava ao lado dela e sentia aquele movimento todo, banda para um lado, banda para o outro. Rapidamente, ela virou-se para mim e me pegou olhando diretamente pro rabo dela. Estávamos lado a lado, mas que perfil ! Aliás, um perfil parecido com o seu, Mara.Seios grandes, nenhuma barriga e um belo e grande traseiro carnudo. E coxuda. Saltos altos, não muito altos que empinavam o maravilhoso traseiro...',' obrigada pelo elogio...',' Não, é verdade. Eu andava louco por uma boa trepada e ela não me dispensou. Ela disse para não me preocupar que levantaríamos voo em poucos minutos. Quando entrei no avião, lá estava ela. Sorriu e me serviu e até conversou um pouco comigo. Isso, num voo curto. É mineira como eu. Na saída, passei meu número de celular para ela. Pedi, se quisesse sair comigo, ligasse. ''Sou casada...'', disse. "Tudo bem..., sou viúvo'', saiu da minha boca, naturalmente. Acho que isso foi a pimenta para que ela telefonasse às 9 horas da noite. Estava no hotel e ela veio me pegar no carro dela. No outro dia, iria visitar parentes em Sabará. Fomos jantar e, depois, motel. Ela deu com tanta vontade que berrava pedindo para que fodesse forte. Meu caralho...',' Ah... o seu caralho... conta para Mara do tamanho dele ! Pode contar ! Mulher adora piroca gigante...',' Foi isso que deixou louca a Gorete. E o fato de eu estar louco, selvagem por uma trepada. Sou mega dotado. 26 centímetros por 16 centímetros de circunferência. Ela era bem apertada para a idade, sinal que só pegou pau pequeno ou médio na vida. Deu Ela gozou tanto que deixou a cama molhada. Pelo incrível que pareça, não esporrei. O pau doía, quase tive câimbra. Permaneci com ele pulsando, gigante. A segunda, eu precisei pedir, com carinho. Tenho uma foto dela aqui'.

    http://4.bp.blogspot.com/-HI2wpA0GiHw/T_c-MSfi-KI/AAAAAAAABFM/YyjFhpqR9bg/s640/foto2.jpg

    ' Que traseirão ! Deusa calpígia. Nós não tínhamos nada, nem KY. A verdade que ela estava bem a fim de tomar no rabo. Confidenciou que era a primeira trepada dela com um negro, e sempre teve aquela fantasia, de ser enrabada por um. Queria levar na bunda mesmo. Tomamos um banho juntos, mamou muito a rola negra, e, depois, novamente na cama, com a Gorete de quatro, passei a lamber e introduzir a língua no cuzinho dela, afastando as bandas da bunda. Ela gemia, pedindo pica no rabo. Foi aí, que dei várias cusparadas lá e mais algumas na cabeçado pau. Fui bem devagar. Precisei tapar a boca dela. Ela adorou ! gozei litros. Quase desmaiei ',' Mostra ele para mim, fica de pé, Macedo. Mostre para nós o príapo negro que você é ', pediu a Mara.

    http://www.blackcocksxl.com/wp-content/uploads/2014/11/715x954xblackcock.jpg.pagespeed.ic.oFPUigzspO.jpg

    ResponderExcluir
  14. Macedo se levantou e Mara se ajoelhou. O macho pôs o pau para fora e a fêmea abriu a boca e procurou a bengala negra, ainda, meia bomba. Ela chupava com vontade de uma moça que nunca tinha visto um pinto ! O Macedo se entregou totalmente. Mandou que ela abrisse bem a boca para entrar o caralho. mara não conseguiu muito, coitada. Muito grosso para engolir. Só abocanhou um pouco após a glande. Os fogos do Reveillon espocavam lá fora e Mara, já sem roupa - com a preocupação de colocar os saltos altos e a calcinha mínima -, de pernas bem abertas, deitada em cima da mesa, levava pirocadas do Macedo. Podia gritar bem porque ninguém ouvia. Ficou histérica ! Precisei ajuda segurando-a enquanto Macedo, um touro, socava sem parar. Uma máquina ! 10 minutos dentro dela e sem parar de foder.' Faz 6 meses que não pego uma xoxota tão gostosa. E apertada ! Você tratou bem a Mara, Júlo... Muito bem !',' Fode, Macedo, mas não precisa humilhar o meu amor....ai, aiiii, aiiii'. E, sendo humilhado, resolvi falar no meio de uma deliciosa punheta que batia vendo tudo.' Macedo, vai na bunda. Guarda a porra e goza primeiro no rabo dela porque é isso que ela quer. Eu quero ver...'.
    Macedo ouviu e parou. 'Vem cá. safada gostosa. Fica de quatro no sofá...'. Mara saiu apressada da mesa, rindo, ajudada pelo próprio e, de passagem, levou um belo tapa na bunda. ' Com que eu lubrifico o bicho ?','Eu já disse que queria com manteiga... tem um tablete em cima de um prato na cozinha. Pega, Júlio, para nós'., pediu a mara, já empinando o rabo e se ajeitando feito uma puta no sofá. ' Lá vai a injeção, Mara... aguenta firme porque só paro quando gozo. Aumenta o som, Júlio, para não ouvirem os gritos...', disse o Macedo e obedeci enquanto ele passava manteiga no caolho todo. O que acabara de dizer não amedrontou a Mara. Ela até se empolgou ! Ele só fez terror... Na hora mesmo, do' vamos ver', respeitou a dama. Penetrou-a devagar, como um gentleman. Minha esposa sentiu o imenso caralho negro no rabo entrar. Depois, rebolou como se acostumando com o intruso. Macedo, quando sentiu que mara já estava acostumada com metade do bicho, fodeu o rabo de Mara com estocadas seguras. Fiou assim por minutos e a cada nova estocada, um tapa era dado perguntando: ' quer mais, rabuda, quer mais ' ? Ela pedia ele todo ! Gemia, gritava, chorou. Mara se via por um espelhão que tinha na sala, uma parede espelhada. Macedo, suando em bicas, só o pau para fora portanto estava encharcado de suor, disse na orelha dela que iria esporrar. Tirou um pouco o pau e mando porra para dentro do cú, apertando a imensa bunda no pinto grosso e veiúdo. Pedi que ela ficasse parada do jeito que estava para poder desfrutar da boceta dela e gozar lá. Mais uma boa trepada,na nossa cama, ela com as pernas bem abertas e ele por cima. E assim, Mara ganhou um belo amante. Está, agora, em acordo com a Carlinha. Marcelo soube que sou como ele e já topou levarmos à casa deles, no interior. Josimar e Macedo juntos, com Carlinha e a minha Mara...



    Júlio

    ResponderExcluir
  15. Eu andava louco pra ver minha mulher ser fudida por um amigo negão, logo combinei com ele fomos jantar em sua casa depois de umas bebidas e um banho de jacúzi ele a chupou toda, depois fomos para a cama eu vim buscar um copo de agua, quando cheguei ao quarto meu amigo fodia minha esposa de lado, vi ele todo dentro dela e ela gemendo muito de tesao, fiquei louco meti meu pau na boca dela , ela me chupou e fodeu o negao todo, fiquei louco de tesao.

    ResponderExcluir