quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Dorme corno dorme

Um comentário:

  1. Nessa, o cara sifú. Pensou que era só sacanagem e podia confiar na esposa... nível superior os dois têm, ele, um advogado e ela, psicologa. Achava estar seguro por ela ser muito equilibrada. Com grana e casados há 20 anos, filhos na Disney, acharam um pirocão para experimentar algo diferente. ' Comprido e grosso, cheio de veias. Homem maduro, 50 anos para cima. Negro e feio. Forte, tipo estivador do caisdo porto, das antigas! ', pediu a esposa, um tantinho tarada para uma mulher de 45 anos. ela ouvira conselhos de uma tia tarada... E, para não ter como a esposa se apaixonar, um 'ignorantão'. Bom... acharam o sujeito. O cara deu uma surra de pica na esposa. Deixou ela toda doída ! sem dó, fodeu-lhe como fêmea, " puta da zona ! Toma neste rabo apertado ", dizia no ouvido dela. Bom de lábia com as mulheres. Ignorante mas sabia que o melhor orgão sexual das mulheres são os ouvidos. Ela gozou com o imenso caralho negro na bunda, chorando, gemendo, gritando ! A maquilagem ficou toda borrada. Nunca tinha sentido isso e sabia que existia, psicóloga. Terror, dor e êxtase. Terror nos ouvidos, dor no rabo e êxtase na boceta e na mente. Mais se ver no espelho com o macho negro a enrabar-lhe ! Foram 4 trepadas vigorosas naquela noite. 1 mês depois, repetiram a dose e o espaço entre as trepadas foram diminuindo ao ponto de arrumarem um sítio alugado. O negão ficava como caseiro. Os filhos iam pouco e nem percebiam. O sítio tinha 50 hectares e a casa onde o amante, sim, o amente ficava era 'longe'. De madrugada, ela ia na frente, toda vestida de puta - http://4.bp.blogspot.com/-XADtapZk03o/TfjFKb-4oRI/AAAAAAAAVsg/8q4F6FNWoeY/s1600/rita%2Bcadillac1.jpg -, com ele, o maridão, atrás. Algo de estranho ele começou a perceber. Ela, raivosa com ele. ele, cada vez mais manso. Foi dar uma de macho com o negão,entre uma das várias trepadas da noite. Bebeu e tomou coragem. O negro, de pau duro, colocou-o de joelhos, segurando pela topo da cabeça. Deu-lhe dois tapinhas no rosto e disse para ele e voltando-se para a esposa com olhar diabólico, de homem mau: 'calma, corno. Ela é minha. Não, gostosa ? Diz para ele ou eu nunca mais te vejo, piranha minha '! Ela, de bruços, cansada da 1ª coça de pica mas já massageando o anus para levar no belíssimo rabo - agora queimado de praia com a marca branca de um biquíni mínimo a pedido do negão estivador - disse: ' Mô... me desculpe. Mais o Tião é gostoso demais... Tião, o meu bumubm tá pronto. Vem...'. O negão riu, mandou o maridinho ficar ajoelhado, olhando cara a cara a esposa de bruços na cama. O Tião foi para lá e montou por cima dela já segurando o imenso pinto negro, ameaçador, na direção do rabo dela, encostando a glande no cuzinho, rabo todo aberto e empinado pelas mãos da própria dona. Virou uma dadira de bunda. Mulher viada." aprende filho da puta ! Olha como a minha fêmea, sua esposa, gosta...", disse e enfiou. Ela, sem pudor, fez cara de dor mas pedia para que ele varasse o rabo suculento com força. O maridão, de piruzinho duro com a cena, batia uma, humilhado. Tapas eram dados naquela bunda linda de acadêmia. Tião segurava-a pela testa e babava nas costas dela. Suava. Fazia calor !
    Após esta e mais 2 boas trepadas, ele, o corno foi dormir no chão com o negão dando beijo de língua na esposa dele. Ela estava apaixonada. O chifrudo, ouvindo os risinhos e beijos, pensava no que fazer. Era corno e gostava daquilo apesar da raiva.

    ResponderExcluir