quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Peça de Inveja do Corno!!!


10 comentários:

  1. http://3.bp.blogspot.com/-5iVE5Z9FeuM/UpKUQJ1doXI/AAAAAAAAqJQ/tDotCwrtP9g/s1600/23+-+iRAEjcS.jpg

    Esposa, na faixa dos 35 anos, linda e rabuda, nem desconfiava estar casada com um cara 'doente' mas ela tem sua responsabilade nisso. Bem de vida o casal, o marido sonhava sonhos libidinosos e traiçoeiros. Ela, como disse, nem desconfiava já que é mãe abnegada de dois meninos. Muitas mulheres são mães e putas mas ela era muito gostosa, boa companheira, e só dava para ele ! Se vestia bem 'safada' porque ele pedia e deixava. Não era iposição dela ! Dizia não ser casado ' com uma velha '. Sim, ele não era corno mas quer ser um e sonhava ver a esposa dando para outro macho mas o macho teria que ser do jeito que ele queria. Escolhido. Um garanhão potente, indomável. Só assim ele poderia bater uma bela punheta vendo a linda esposa, morena de olhos verdes 'sofrendo' debaixo de um macho potente. De bruços. Quer vê-la dando o rabo. Numa brincadeira, 12 anos atrás, logo que casaram, foi o gatilho. Sexo anal já faziam. Meses depois de casados, após uns drinques com amigos acompanhados suas esposas e namoradas, ele pôs no belo e carnudo bumbum dela. Notou que ela não estava 'nem aí' pro 'intruso' mas rebolava como quisesse sentí-lo mais. Ele perguntou: ' tá gostando '?, e ela sorriu pedindo para ele ser mais 'selvagem', mais bruto. Terminada a trepada, ele, chateado, pergunta mais uma vez e ela deixa escapar. ' In vino veritas '. ' O bumbum já se acostumou com ele...', disse. ' Como assim ? Não pode ser ! Eu sou poderoso ! Mulher tem que sentir falta do pau do macho, doendo no rabo '!, pensa assim - e não está totalmente errado, só precisa conhecer a mulher com quem convive - mas se esqueceu de um pequeno detalhe. Tem um pintinho mínimo,12 cms duro, e a esposa é uma potranca. Na brincadeira, foi encurralando a esposa. filmes de sacanagem, principalmente com machos negros enrabando loiras e morenas, deixavam ela doida de tesão. O consolo, negro, na boceta e ele no rabo, ela se satisfazia. E descobriu que ela precisava de pintos maiores. Traumatizado, anos após com ela já mãe de dois meninos, sua tara foi aumentado. Queria escolher e entrega-la para um macho negro de caralho enorme.Comprido e grosso. Cabeçudo ! Tinha de ser homem ignorante. Não poderia ser formado porque perderia perderia a esposa. Amava ela e queria que continuasse com ele por isso o macho deveria ser homem ignorante, só para satisfazê-la.

    ResponderExcluir
  2. Começou a procurar o macho que queria ver enrabando a linda esposa. Procurou em lugares específicos e, ao mesmo tempo, pensava como fazer a esposa dar para o comedor. Notou que a mulher gostava de homens mais velhos. Sim, adorava coroas. Perguntou o por quê da tara dela por maduros e ela respondeu: ' porque, diz minha tia, eles são mais carinhosos, são mais 'demorados' e ainda, falam muita sacanagem para a gente... Machucam a gente ! No bom sentido. Tapas fortes nos lugares certos, sabe ? Diz ela que nos sentimos fêmeas de verdade...'. Nossa ! Tudo que ele não fazia ! A tia era uma coroa de 55 anos mas que conheceu ainda balzaquiana quando ainda namorava a esposa. Casou-se, a tia, com um homem mais velho, hoje, no reino dos céus. Era um tesão a tia ! O homem com quem ela casou era um mineiro mulato forte e, dizia a esposa, deixava as mulheres 'sonhadoras'. Perguntada o que significava ' sonhadoras' ela só fez dois sinais. Afastou bem os braços, balançando-o e, depois, fez um 'ok' com o 'o' bem aberto ! Uma trolha comprida e bem grossa que ele, de maldade, deixava bem a mostra com calças jeans justas e lisas. A tia, as vezes, chegava meio tristinha dizendo estar cansada mas como era safada, dava uns tapas no imenso lombo e a mulherada presente caía na gargalhada ! Mas com inveja no ar. Uma das amigas, parece, deu pro marido velho da tia. Uma loira rabuda que adorava praia e ia com a tia sempre, fazendo companhia ! A tia descobriu e não conversou ! Encheu de porrada a mulher que, além de toda machucada por ela, acabou perdendo o marido. Dizem as mais línguas que o corno descobriu com a maldosa tia escrevendo uma carta e entregando minutos antes da loira rabuda chegar em casa com as compras do supermercado. que o chifrudo desse uma de Detran no carro dele e inspecionasse bem o escamento e a traseira.... Do Opalão loiro dele ! A ex-esposa amava Opalas ! E eles, o casal, tinham um Kadett na época. Que comparação ! O cú da ex-amiga estava arrombado com a bunda vermelha de tanto apanhar ! Perdeu as pregas levando uns tapas com o velho e pirocudo mulato da tia e ainda se apaixonou por ele ! Dor e submissão... Foi um horror. Só que a tia não deu o nome do homem que havia feito aquilo, rasgado o rabo da esposa do chifrudo e roubado o coração dela. Só queria o macho dela só para ela. Quem acabou contando o que aconteceu foi a própria loira rabuda, desesperada, para a mãe da esposa, irmã da tia. O que aconteceu e como tudo aconteceu após uma bebedeira. A mãe e a tia- já viúva -, mais velhas, rindo, as duas, contaram para ela. E ela contou para ele. Baixo nível mesmo que ele só começou a descobrir conversando abertamente com as esposinha safada que tinha. Os olhos brilhavam pensando num pirocão.

    a tia

    http://vencendoatentacao.net84.net/index_arquivos/image039.jpg

    e a loira rabuda

    http://www.socaseiras.com.br/arquivos/galerias/2011/dez/6323/233.jpg

    ResponderExcluir
  3. Era um macho velho que ela queria. Procurou saber, após noitada de vinhos, duas garrafas, se ela toparia, se encontrasse um senhor como o marido da tia, levar umas pirocadas na bela bunda. Ela se surpreendeu com a pergunta ousada do marido. Ele, tão mansinho, agora, tão ousado ? ' você é quem disse que duas mulheres estavam lutando pelo mesmo macho, seu tio, um mulato caralhudo de boa lábia, caralho grande e que dava umas boas sovas nas duas. E elas eram apaixonadas por ele. Morena e loira. Esposa e amante... Ué ? Só estou te perguntando se você aguentaria um macho fazendo a mesma coisa com você. Sim ou não ? Tem muito senhor por aí que adoraria pegar uma gostosa de 35 anos como você"," Marcelo, sinceramente, para experimentar... você topando, claro que sim. Sejamos sinceros. Você anda triste comigo. Sei disso, sinto. E eu ando triste com você. Sabemos onde está a nossa tristeza. Tristeza, você sabe onde, não ? Preciso de algo que me preencha mais... não fique mais triste. Estamos sozinhos e sendo sinceros, um com o outro. Ou nos separamos, mas te amo, e acho que ainda me ama, ou ficamos juntos e acabamos com essa nossa tristeza de vez. Temos filhos e podemos nos divertir juntos sem que ninguém saiba !"," mas você pode se apaixonar como a loira rabuda...","... e você, como ficaria comigo amante de um homem mais velho ? Humilhado ? Pior seria se eu me apaixonasse por um vizinho de olhos verdes, loiro, corpo de adônis e com imenso caralhão !"," Eu poderia achar o velho pirocudo ?"," Pode, claro... já tem algo nesta mente brilhante ?"," Estava a fim de um homem mulato ou negro, zona norte. Bem safado. Piroca enorme ! Você merece... sonho sempre com ele em cima de você !"," Feio"," Feio ?","Feio... por favor... é a minha tara...","... tá bem. Feio".
    E assim, o corno foi dormir pensando onde encontrar o comedor coroa piroca grande para a esposa

    ResponderExcluir
  4. Ele 'foi a campo'. Procurou por meses a fio. A esposa se preparava e cobrava. Perguntou se ele estava com medo. A humilhação começava por ela e, pelo incrível que pareça, adorava ! Ficava com ódio dela pensando na injeção que iria levar por humilhá-lo. Era um joguinho que deixava os dois ansiosos e com imenso tesão. Numa noite de sábado, de verão, foi parar num ensaio de escola de samba. na roda, notou nos homens. A maioria homens jovens. Negros, mulatos e brancos. Barra pesada o lugar com negras, morenas e mulatas. loiras falsas, todas com imensos rabos. Num canto da quadra, um grupo de jovens moças e rapazes e dois senhores. O senhor em questão, que chamou a atenção do futuro corno, ou seja, o futuro comedor, sua seriedade e o olhar parado eram algo que o hipnotizava. As mulheres rodeavam o senhor e uma certa reverência existia. Tratavam muito bem ele. Gatas, panteras e lobas cumprimentavam-no com um sorriso, muitas vezes, maldoso. Uma delas ficou sentada no colo dele por minutos. A mão da jovem senhora loira, já tinha mais de quarenta anos, tranquilamente, estava escondida sob a mesa com uma toalha branca. Parecia acariciar algo. E ela olhava para lá, várias e várias vezes. Sorriu, beijou-o na testa e levantou-se, indo para o outro lado da quadra, atravessando a multidão, onde um homem conversava animadamente com outros. Baita bunda tinha a quaretona que usava uma saia bem justa ! E fazia questão de mostrá-la, empinando-a. Saltos altos ajudavam. Notou que esta mulher usava uma aliança de casada. O homem beijou-a na boca e abraçou-a carinhosamente e saiu da roda de compadres por um instante. Ele foi até próximo do casal, por pura curiosidade, escutando-os:" amor, vamos lá. Tô louco prá te ver levar prá... Tá tudo armado ? Boa... vamos lá, então"! Não entendeu nada mas o cara, um branco gordo, estava com uma tremenda vontade de pegar a esposa, presumiu. Até ele, com uma rabuda daquela mas voltou logo para ver o velho negro que, agora, dedilhava um violão mesmo com o som alto da quadra. Sambista era. Chegou próximo dele. O senhor se levantou. Calça branca, camisa azul.Sapato branco. Pegou o chapéu branco e azul. Era homem de movimentos lentos e foi andando na direção do futuro corno. O violão na mão direita seguro pelo braço. O volume na calça era enorme ! Estava visivelmente excitado e não dava a mínima pelota para o que os outros achavam. Dava para ver as veias do imenso caralho. Era ele. Ele e sua esposa. O negro de quase 60 anos com a esposinha bunduda de 35 anos. Só faltava unir os dois. Seguiu o malandro velho de cabelos brancos. Usava óculos.

    ResponderExcluir
  5. Era perigoso seguí-lo mas, mesmo assim, o fez. Saiu sozinho e seguiu por uma rua indo até um omega vermelho antigo, 1996, mas muito bem tratado. Passou, engraçado, pelo grupo de homens onde o marido da gostosa que estava no colo do senhor. O marido ria e conversava alto com os outros ! Bebiam cerveja ao redor de um isopor, com várias latas em cima da caixa. ' Não iriam trepar ? Já treparam ? Cadê a gostosa '? , se perguntou mas focou no velho. Ele entrou no carro e se foi. Ele voltou rapidamente, correndo, para o estacionamento onde pegou o próprio carro - alugado - que estava num estacionamento e fez de tudo para encontrá-lo. O coração batia forte. O Omega tinha parado. A boazuda casada que sentou no colo do preto velho estava pedindo carona ! E o marido, o branco gordo ! Ela sentou-se na frente, o branco gordo, no banco de trás. Foram para um parque onde prostitutas faziam ponto. Lá, outros carros estacionados, em distâncias seguras. Ele deixou o carro longe e foi pelos jardins até onde pôde ir, passando por arbustos e árvores. Muito perigoso pois viu mulheres chupando homens, mulheres deitadas com dois machos, um na boca outro na boceta. Viu um viado gemendo, dando a bunda prum garotão de programa. Coisa braba ! O carro estava bem escondido, a luzes dos postes chegavam nele mas arvores enormes e arbustos impediam que outros chegassem mais próximo onde o carro estava apesar de um carro preto estar estacionado de frente para o omega. O homem gordo saíra do carro e estava com uma maquina filmadora pequena. Filmava. Logo, a loira saiu do carro. Foi até o capô do carro e ficou lá, rebolando... O marido colocou um pote branco no capô do omega vermelho e continuava filmando a mulher e o pote. Onde estaria o negro velho ? Dos arbustos saiu um jovem negro. O pau era grande, em riste ! Pulsava para cima e para baixo. O rapaz, cara de ladrão com bigode fininho, babava, olhando aquele rabo. Levantou a saia, passou uma pasta incolor no pau e sem muita conversa, enfiou-o na mulher. O negro velho saiu do carro e disse pro garotão. " Na boceta, moleque ! Na boceta. A bunda é minha depois "! O marido só filmava a mulher já com os seios para fora. após o menino sair de dentro da dona, com o imenso caralho já preparado, o velho negro foi para trás dela." Te prepara para injeção ! Teu marido não é médico ? Vem ver a aplicação, doutor ! Filma os 26 centímetros penetrando a bela e imensa bunda da tua piranha ! Toma uns tapas no rabo, safada ! Pode gemer, é liberado ! Cú apertado..."!, falando frases obcenas e foi fodendo forte sem parar ! A mulher pedia para ele parar mas ele não dava trégua ! Quase no final, já beijava de língua o negão chamando-o de 'meu macho gostoso'com juras de amor. Que era puta dele e o marido não ligava. E pedia para esporrar muito dentro da bunda dela. O carro preto era do casal.

    http://4.bp.blogspot.com/_SfwZFxQ_R6I/RkXE3eLDHwI/AAAAAAAAAB8/XbZ7Lf7LL6g/s320/DSC00560.JPG



    http://2.bp.blogspot.com/-Torxtvi17n0/Uy7XveRsyCI/AAAAAAAAF_8/dkB8uCnNfj8/s1600/tumblr_n2jdfoaaMd1ts7p1yo1_1280.jpg

    ResponderExcluir
  6. O casal se foi, a loira rabuda parecia satisfeita já que deu um beijo demorado no marido, o sujeito gordo e branquela. Estava indo embora, afastando-se devagar da 'cena do crime', para não levantar suspeitas, quando sentiu uma mão pesada no ombro. Logo, algo cutucou-lhe as costas, acima do cinto da calça. Na frente, o garotão com cara de ladrão, sério. " Parceiro. Tú tá de punheteiro, malandro ? Me seguindo desde a quadra ? Tú é viado ? Tarado morre por aqui...", disse a voz grossa. " Calma, posso explicar. Não faça nada antes de escutar o que tenho a dizer...", " Fla rápido porque tô cansado...". Com o coração na boca, olhando o olhar de morto vivo do menino na direção dele, disse toda a verdade." então tu é corno manso e quer que eu meta na tua esposa, né ? Tara tua e dela ! Um negro pirocudo enrabando a esposinha... Ae, moleque, chispa daqui. Te vejo outro dia... ", disse o negro velho e o rapaz de olhar morto foi se afastando até entrar na penumbra do parque e sumir. "Vamos até o meu escritório. Você não frente". Entrou no omega pela porta do carona e o negão pela porta traseira. Conversaram. Marcaram horário. Lugar. Viu a foto no celular do marido. Foto bem íntima, a morenaça de bruços. " Que bunda ! E será toda minha... Bom. Vejo vocês em Grumari. Quarta próxima. Se vocês não forem, te encontro. O celular fica comigo até lá... não brinca comigo, hein, tá entendido "? disse, dando um tapa de mão aberta na nuca do futuro corno e mandando ele sair do 'escritório'. Quando chegou em casa, estava com a adrenalina nas nuvens. Contou para esposa tudo e os dois resolveram fazer a coisa. Iam para a casa que tinham construído e pouco foram nos arredores da praia. A casa estava a venda fazia mais de 2 anos, sem comprador. Estava mobiliada. Dariam um pulo no outro dia, lá, para dar uma 'arrumada' no lugar.

    ResponderExcluir
  7. que delicia de pica pra minha esposa nosssaaaa, amo ser CORNO

    ResponderExcluir
  8. Quero mulher de corno manso quero ser o macho fixo da sua mulher onde eu possa gozar dentro dela e fazer dela minha putinha vadia adoro ser fixo pra fuder ela de todas as formas quem sabe ate engravidar ela pro corno meu whatsapp e 11997323668

    ResponderExcluir
  9. que rola linda, minha mulher adora, ela tem um negro com a rola igualzinha, quando ele a pega,ela só falta se desmanchar de tanto fuder, depois o corno aqui faz a limpeza na buceta dela, adoro leitinho. se você é do recife, tem a rola grande e gosta de comer mulher de corno, responda, me chame de corno que eu gosto.

    ResponderExcluir
  10. se meu corno tivesse uma rola assim talvez não levasse tanto chifre, mas a dele é pequena e não me satisfaz nem na bunda, pois gosto de rola grande e grossa, então ele permite que eu dê a buceta a quem eu quiser e ainda faz uma limpeza geral. Sandra fogosa do recife.

    ResponderExcluir