Tatuagens Temporárias Hot Wife

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Exibição, tem corno que adora!!!!!

Este exibiu a esposa no cinema e em troca...

...ela levou uma esporrada.

Tem Corno que Gosta de Levar Esposa no Cinema....

...fuder com estranhos, quem já fez isso comentem.

Mijonas (squirt) adoro, quero chupar a Buceta de sua esposa mijada corno!!!!!

...buceta linda rosadinha, adoraria chupar esta buceta mijando, lamberia ela toda mijadinha, alguma se habilita? ...essa eu chuparia ela mijando... ....e pra finalizar.

Masturbando a Esposa...

... esposa putona sendo penetrada pelas mãos, dedos e brinquedinhos, ela chega a se mijar, detalhe para o buraco enorme da buceta dela, coroa gostosa, assistam até o final, gozei vendo este vídeo.

Casal Amigo, SOL e MAR

Proposta do Casal Que curte Wife Sharing....


Sol visto por baixo de frente....




e por trás....


...não precisa de tarja pra esconder o rostinho, detalhe para o tamanho enorme da xana, pezinhos lindose calcinha que combina com a  pele, ou seja um mulher perfeita.




Esposinha Brasileira, Adora negros!!!!

video

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Alguns vídeos deste fetiche:

Amador, cheira e goza.




Filha pega o pai em flagrante cheirando sua calcinha



Quem nunca fez isso?


MILF panty sniff Powered by Boysfood.com.

Sendo forçado:



FETICHES POR CHEIRAR CALCINHAS (sniffing panties).


É mais normal do que imaginamos e está na internet para quem quiser ver e comprar. O estimulo sexual é obtido em cheirar calcinhas usadas e quanto mas tempo em contato com o órgão genital feminino mas disputado o artigo é!
Guardem suas calcinhas meninas (ou não!), pois seu "amiguinhos" podem rouba-las e você nem se quer perceber! 
Estranho para alguns, excitante para outros.


Burusera - é uma tradição japonesa de colecionar calcinhas usadasSeu valor é proporcional ao tempo de uso, pode variar de cinco à dez mil yens (seria o equivalente de 100 à 200 reais), quanto mais velhas e, consequentemente, com o cheiro mais forte, mais valem, são vendidas embaladas em sacos plásticos para não perderem seu odor facilmente, também é comum embalarem junto as fotos das antigas donas, esse comércio se tornou uma fonte de renda alternativa muito comum no orienteO termo se divide em duas palavras, "buru" que significa bloomers, um estilo de vestimenta, e "sera" que significa sailor, ou seja, o feminino de marinheiro, então é usado como objeto de fetiche tanto calcinhas como saias ou uniforme escolar colegial japonês..


FUGINDO UM POUCO DO PERFIL CUCKOLD...

...POSTAREI ALGUNS TIPOS DE FETICHES, QUE SÃO MUITOS USADOS TANTO PELO CORNO COMO PELO CORNEADOR, OU SEJA NÃO ESTÁ TÃO FUGINDO ENTÃO DO CUCKOLDING.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Esposa Gorda não aguenta o pau do negão..

... e grita bastante, quando ele mete no rabo dela, assistam até o fim, dá pra escutar o marido incentivando.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Chegamos aos 10.000 visitas, agradeço pela presença.

Mas ainda falta uma participação maior de todos, tornem-se membros, acessem o chat, mandem materiais para publicações, opinem, pois este blog é de todos os comedores, Cornos e Esposas safadas liberadas ou não pelos maridinhos mansinhos.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Peça de Inveja do Corno!!!


Achei esta foto Interessante!!!


Shortinho de esposa de corno


Explicando Wife-Sharing


O que acha de assistir à sua mulher transando com outro cara? Este pode ser o desejo erótico de muitos casais, que disseminam a prática do Wife-Sharing (compartilhar a esposa).
Cansados da mesmice, as pessoas estão em busca de uma vida sexual mais criativa, com menos preconceitos e tabus. E aí, o wife-sharing aparece como a solução de todos os problemas.
Sabe aquele vizinho sarado, com o abdômen trincado e que adora se exibir na piscina do condomínio. Pois agora você pode ter uma noite daquelas sem que isto soe como traição (já que o marido consente).
Para que esta forma de relacionamento liberal, com permissão para atividades extraconjugais dê certo, algumas regras devem ser seguidas. A principal delas é que os wife-sharing devêm ter a mente aberta, e que tudo durante a prática é meio que pré-combinado. Inclusive, este é um dos pontos que, às vezes, cria algum desentendimento, já que os homens podem julgar que suas mulheres se insinuaram por demasiado para o 'parceiro temporário'.
Embora seja uma fantasia predominantemente masculina, muitas mulheres acabam se excitando também. A sensação de transar com um desconhecido (ou não), ao mesmo tempo em que seu marido se delicia com a cena, pode provocar orgasmos múltiplos nelas.
Entre os wife-sharings é comum ouvir depoimentos de que a relação ficou muito mais quente e íntima, além do laço de cumplicidade que é estabelecido entre o casal. O que diferencia um pouco do Cuckold, é que o Wife Sharing,  o marido transa junto com o amante escolhido, enquanto o Cuckold na maioria das vezes atua como apenas Voyeur.

Explicando Dogging

Você aí, taradão assumido, sabe o que é ?doggin?? Na realidade, nem todo mundo sabe. O termo, do inglês, tem uma tradução próxima de ?passear com o cachorro?, ou algo que o valha. Mas o sentido real é bem menos inocente do que um simples passeio na rua com o melhor amigo do homem.
Muito popular no Reino Unido, ?doggin? é uma prática de sexo consentido. Geralmente consiste em um ato (semi)público de sexo, que reúne pelo menos três pessoas, mas que normalmete acaba agregando grandes grupos, formado também por curiosos. Estes ?curiosos?, aliás, são encorajados a ficarem olhando, o que aumenta o tesão de quem participa da reunião do prazer. O termo se originou nos anos 70 e descrevia homens que espionavam casais fazendo sexo ao ar livre. Estes homens eram como ?cães? espionando alguém. Mas como funciona? As pessoas se reúnem em algum grupo ou fórum de internet, marcam para fazer sacanagens em locais públicos. Claro que a ideia é se reunir em parques abandonados, locais escuros e sempre de noite, bem de madrugada, para que não se cometa algum crime sob as leis britânicas. Nestes encontros, as mulheres ficam quase que completamente a mercê dos ?garanhões?, que se reúnem para meter pela frente, por trás, na boca, em todas as posições possíveis. Claro que a posição mais popular é a que lembra um cachorrinho, ou de quatro ou com as costas abaixadas no capô de um carro. Por falar nisso, um carro é quase que regra nos encontros de ?doggin?, onde os participantes podem utilizar para dar asas às mais variadas fantasias.

Explicando o termo Cuckold

O termo inglês Cuckold inspira-se no Cuco , uma ave cujo macho, na natureza, aceita e abriga em seu ninho uma fêmea promíscua. Assim, uma pessoa "cuckold" é aquela que gosta de imaginar, de saber ou de ver, o próprio companheiro tendo prazer com outra pessoa (ou pessoas). Pode ter origem em diferentes interesses passando pelo prazer no ciúme , submissão, humilhação, prazer e medo da traição, voyeurismo.

RELATO

Acho que meu namorado é cuckold Publicado por Lasciva in Dicas em setembro 28, 2012 Olá, por favor, preciso de um conselho seu. Há algum tempo, comecei a me interessar por um amigo da minha mãe. Ele é 19 anos mais velho do que eu. É bem sucedido, gato, inteligente, tudo de bom. Um dia, conversei com ele pelo Facebook e o cara se declarou. Disse que sempre gostou de mim e que quer enfrentar o mundo por nós dois. Eu aceitei namorar com ele, claro – apesar de todo mundo falar o tempo todo que ele só queria me comer. Confio nele, sei que não é só isso. Até porque ele quis me apresentar à família dele, ao filho dele. Foi conversar com a minha mãe. Um homem interessado apenas em sexo não precisaria de tantos esforços. Mas aí, um dia, ele estava meio bêbado – a gente voltava de um barzinho. Então entramos numa conversa mais profunda, sobre o passado, e ele contou que estava solteiro há uns três anos, porque ele queria uma puta, uma mulher que desse para vários caras e depois voltasse pra ele, toda usada, suada, e cheirando a sexo. Esse era o desejo dele. Fiquei empolgada no primeiro momento, mas depois comecei a pensar melhor. Poxa, ele queria ser só meu segundo homem. Eu tinha acabado um relacionamento havia pouco tempo. Amo sexo, mas sexo com estranhos me deixa ainda receosa. Procurei na internet se tinha um nome pra esse fetiche e descobri se chamar cuckold - homens que gostam de ser cornos. O meu novo namorado queria ser corno. Na minha cabeça, isso era um misto de excitação e medo. Conversamos muito sobre isso, contei alguns dos meus medos, mas sempre disse que tinha vontade de fazer. Agora ele mudou muito do desejo inicial. Já diz que, se eu não quiser, para ele nada muda. Mas sei que ele não vai se sentir realizado. Tenho certeza que ele não me quer só para isso, pois o nosso relacionamento está cada vez mais sério. Ele se dedica demais a nós dois, ele se dedica muito a me ver feliz. O problema é que, às vezes, tenho vontade de fazer seu desejo se tornar realidade. Mas falta coragem.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012